Friday, 24 September 2010

peso-pena.

eu
eu
eu
eu me seguro neste papel
papel cenográfico de vidas mil
me seguro no limite de um barranco onde
poesia e navalha embalam meu olhar quase...
cáustico
vil
viril
atônito
olhar de bicho
bicho mulher, ainda criança
bicho que bate, apanha e quer carinho
me seguro neste papel por quantos minutos puder
me seguro da onda que pode me afogar em mil
mil faces de uma só persona
onda de personagens,
eu, atriz, que ironia.
me seguro em mil e não seguro um só que me pertence:
eu
eu
eu.

No comments:

Post a Comment